Minha vida entre Veneza e Santos

Muitas pessoas, acham a minha vida meio estranha. Eu acho natural.

Mas no fundo, no fundo mesmo, é um pouquinho fora dos padrões normais. Às vezes, tento me encaixar em um padrão normal, mas é maior do que eu, e volto para a MINHA vida natural, às vezes é difícil de encarar:

Moro 8 meses em Veneza e 4 meses em Santos.
Trabalho e vivo do Turismo e isso me permite trabalhar nas altas temporadas de cada país.
Não vou falar que é fácil, porém com um pouco de organização e criatividade, a coisa caminha há mais ou menos 6 anos, com uma interrupção de 1 ano e meio no Brasil (eu tentei, juro!).

E não quer dizer que um dia, criarei as raízes, mas terei que passar pelo menos 1-2 meses em um dos dois lugares.

Pois criei laços de famílias, amizade, que são indissolúveis. E por enquanto, dá certo da minha maneira. Consigo manter um vida normal em duas países separados pelo Oceano Atlântico (aliás sou geminiana com ascendente em peixes, será que tem a ver?).

Hoje, essa é a minha dúvida mais pertinente da minha vida.

Essa história de criar raízes, mas será que não dá para fazer um pouquinho aqui e um pouquinho ali?…

Mas isso é um capítulo à parte!

Resumo da minha vida, não tenho raízes e jogo a âncora em Santos de novembro a março, atravesso o Atlântico, e jogo a âncora de março a outubro…

Por sorte, não deixo o vento me levar…

Senão estava em uma encrenca bem maior!

Então, se você quiser conhecer o que faço, me siga!
Um abraço,
Andrea

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s